Fawn Weaver, o fundador mais próximo do tio, fala sobre a remoção de barreiras para uma cena de destilação mais diversificada

2021 | > Atrás Do Bar
Tecelão Fulvo

Muito do trabalho de Fawn Weaver foi reescrever o passado. Sua marca de uísque, Tio mais próximo , comemora Nathan Nearest Green, o primeiro destilador master Black já registrado. Foi Green quem, enquanto escravizado, ensinou a um jovem chamado Jack Daniel a arte de fazer uísque. Embora as aulas de Green tenham desempenhado um papel fundamental na criação do uísque homônimo de Daniel, seu nome foi largamente escrito fora da história.



Weaver tropeçou na história de Green e lançou Uncle Nearest em 2017, iluminando o papel de Green na história do uísque americano. Desde então, a marca experimentou um crescimento extraordinário de 100% a cada trimestre e acumulou prêmios importantes. A tataraneta de Nearest Green, Victoria Eady Butler, o master blender da marca, recebeu o título de Master Blender do ano de 2021 pela Whiskey Magazine.

Embora grande parte da história da Uncle Nearest esteja enraizada no passado, Weaver agora está decidida a remodelar o futuro da indústria. A Uncle Nearest, em parceria com a Jack Daniel's Distillery, anunciou uma iniciativa de três frentes para promover a diversidade e avançar a liderança do BIPOC no espaço do uísque americano. O primeiro passo é a Escola de Destilação Ecológica Mais Próxima, prestes a ser inaugurada. A segunda etapa é um programa de aceleração de liderança que oferece estágios para membros negros da indústria, dando-lhes a oportunidade de treinar com os melhores destiladores do país. O terceiro ponto é um programa de incubação de empresas, no qual Weaver e sua equipe darão às marcas de destilados negros acesso a financiamento, branding, capital, empresas de marketing e redes de distribuição.

Com mais de US $ 5 milhões em fundos destinados a essas iniciativas (da Uncle Nearest e Jack Daniel's), essas mudanças criarão um fluxo de mulheres e pessoas de cor treinadas, preparando-as para cargos de liderança no negócio de bebidas destiladas e dando início a uma grande mudança em representação no mundo da destilação. Se todos os outros em nosso setor agirem de maneira semelhante, não precisaremos mais falar sobre iniciativas de diversidade; nosso setor rapidamente se tornará diverso e inclusivo, diz Weaver.



Aqui, ela fala sobre como ela está criando um ambiente onde vozes pouco representadas podem prosperar a fim de capacitar a próxima geração de líderes da indústria de bebidas espirituosas.

Victoria Butler do tio mais próximo em sua rápida ascensão ao Master BlenderARTIGO RELACIONADO

Como surgiu a ideia de uma escola de destilação e uma iniciativa de promoção?

No início de meu tempo na indústria, percebi a escassez de currículos de pessoas de cor que receberíamos para cada um de nossos cargos. Raramente o BIPOC se candidatou a cargos na Uncle Nearest, e os poucos que não cumpriram nenhum dos requisitos listados para o trabalho. Eu intencionalmente removi todas as barreiras para entrar em nossa empresa. Nenhum diploma universitário era exigido, nem experiência na indústria de bebidas destiladas. Ainda assim, em cada 100 currículos que receberíamos, se recebêssemos um de uma pessoa de cor qualificada, estaríamos fazendo backflips.



Comecei realmente a analisar por que esse poderia ser o caso e percebi que nosso setor não tinha pipeline. Não havia uma maneira natural de uma pessoa de cor entrar na indústria, exceto por meio da hospitalidade (principalmente bartender), e o que pagamos no nível do solo não é tanto quanto um bartender de sucesso poderia ganhar apenas com gorjetas. Esse não poderia ser nosso único pipeline.

Certo dia, compartilhando esse problema com o presidente do Motlow State College, perguntei o que ele achava de me ajudar a criar o canal para essa indústria. Ele estava a bordo imediatamente. Mas, como nenhuma escola de destilação jamais existiu nos Estados Unidos em termos de um diploma credenciado, precisaríamos redigir o currículo do zero.

Graças a Deus, a pessoa mais experiente no ramo de whisky do Tennessee, Sherrie Moore, trabalha para nós. Procurei Melvin Keebler do Jack Daniel's e perguntei se eles estariam dispostos a se juntar a nós neste projeto, e eles aceitaram sem hesitação. Sherrie e Melvin redigiram o currículo, que foi aprovado em tempo recorde, primeiro pelo colégio e depois pelo corpo diretivo. Estamos no bom caminho para tornar esta escola uma realidade e convidar os primeiros alunos a aderir ao programa.

Que mudança no setor de destilados você espera ver como resultado dessas iniciativas de avanço?

Pessoas de cor mais qualificadas disputando os melhores empregos. Aproximadamente 70% da América é uma minoria - mulheres e pessoas de cor - mas quase todos os BIPOC em nosso setor estão nos departamentos de vendas e marketing multiculturais ou nas divisões de diversidade e inclusão. Isso precisa mudar. Em que ponto percebemos que a minoria é na verdade a maioria e começamos a contratar e fazer marketing como tal?

É nisso que acredito que essas iniciativas de avanço estão lançando a base para a construção. Quero ver os departamentos de marketing que não estão separados por cor ou sexo. Eu quero olhar ao redor da sala e ver que cada pessoa pertence.

Como é a primeira rodada de aprendizagens e recebedores de financiamento?

Todo aprendiz já é alguém respeitado dentro da indústria ou dentro de suas empresas que precisou remover as barreiras para chegar aos níveis mais altos. Nossos aprendizes não são pagos como aprendizes, então são bem pagos. Por exemplo, nossa aprendiz mestre destiladora, Tracie Franklin, já era muito bem-sucedida como embaixadora da marca. Nós combinamos totalmente o pagamento dela entrando no programa. Na verdade, ela agora ganha mais do que eu, e adoro isso no programa! Todas as suas viagens, alojamento e treinamento são totalmente pagos, pois ela vai de destilaria a destilaria e é aprendiz nos principais destiladores mestres do país. Acho que agora ela pode ter mais certificações do que qualquer outra pessoa que conheço no negócio, e tudo isso foi subscrito pelo programa.


O que você espera que a primeira rodada de aprendizes e marcas alcance?

Não há nenhum outro destilador mestre nesta indústria que tenha sido capaz de treinar sob sete ou oito destiladores mestre antes de assumir a função. É um programa verdadeiramente extraordinário e espero que outras indústrias comecem a lançar suas próprias versões dele. Nada nivelará o campo de jogo como o programa que lançamos ao lado de nossos amigos no Jack Daniel's.

Cada aprendiz será um dos melhores no que faz quando concluírem o programa e se sentará entre os melhores em nosso setor, nas posições mais altas. Esse é o objetivo e esse é o plano.

Que outras iniciativas de diversidade estão em andamento para a Uncle Nearest?

Em nosso programa Black Business Booster, estamos trabalhando ao lado de mais de 10 marcas de espírito negro e compartilhando nossos recursos com eles, de marketing a branding e levantamento de capital para redes de distribuição, estratégia de mídia, etc., para ajudar a tirá-los do mal sobrevivendo nesta indústria para prosperar.

Jackie Summers fala sobre o futuro pós-BLMARTIGO RELACIONADO Vídeo em destaque consulte Mais informação